Educação Britânica

Ensaios e Crônicas – Educação Britânica

Até recentemente as platéias não tinham muita opção: indiferença, apupo, aplauso; eram as alternativas disponíveis para retribuirem ao espetáculo oferecido. Entretanto, a enfadonha aristocracia britânica sugere uma quarta possibilidade. Vejam por exemplo a batida… de palmas a la inglesa, sempre presente no templo de Wimbledon. Enquanto urramos pelos nossos preferidos, a fina flor britânica nos ensina graciosamente como nos devemos portar em eventos circenses diversos. Anseio por ver nosso povo batendo palmas igualzinha a eles, algo desmunhecada é verdade; mas civilizados são assim mesmo. Em plena era da globalização, sugiro a importação e implantação do estilo entre nós; certamente ganharíamos uma promoção dentro do zoo-ilógico mundial. Todavia, como esta gente periodicamente exibe uma certa esquisitisse comportamental, que poderia vir agregada; desapontaria-me escutar um dia por estas bandas, algum caboclo britanificado desejando ser o OB de mocréia vulgar.